quinta-feira, setembro 13, 2012

1º post de 2012 já próximo ao final do ano depois de dar-me conta que nem da senha eu me recordava. 
Facebook dita o ritmo atualmente, mas me deu vontade de guardar uma das reflexões que faço lá, aqui...
É a consequência natural das relações afetivas. Amizades se firmam nas afinidades e naquilo que necessitamos do outro. Isso envolve tanta coisa: cordialidade, paciência, carinho, tolerância, o ombro amigo, o sorrir juntos, o querer bem... Somos seres naturalmente incompletos e precisamos de ajuda para alcançar a plenitude. A ajuda vem de quem nos acrescenta algo.

quarta-feira, dezembro 28, 2011

Adeus ano velho!


Refletir sobre o ano que passou é algo inevitável pra mim.

Olho para trás e tento me recordar de tudo que deu certo, do que preciso melhorar, do que me fez sofrer ou do contentamento vivido em cada experiência cotidiana seja no trabalho, na família, entre os amigos ou em outros contextos.

1. O que me fez sofrer faço questão de deixar para trás ao virar a página de 31/12/11 para 01/01/12. Já senti dor suficiente, já tenho marcas das cicatrizes... nada de levar adiante. Não toco mais no assunto!
2. Este ano foi marcado por mudanças em meu corpo. Ganhei 6 kg e uma forma não tão boa quanto a de anos anteriores (dizem ser o efeito 4.0). Algo deverá ser feito para melhorar isso!
3. Curso Normal: Novamente fui escolhida uma das professoras homenageadas do Curso Normal da escola em que trabalho, sendo responsável pela honrosa entrega dos canudos dos formandos. Este reconhecimento por parte dos alunos é bastante recompensador.
4. Inspeção Escolar: Foi um ano desgastante, de muito trabalho, muitas metas e objetivos a cumprir, mas sobrevivi!
5. Em família: saúde, dei conta da correria de levar filho daqui pra lá e de lá pra cá, convivemos com familiares, trocamos mais sorrisos que farpas. Saldo positivo!
6. Por falar em saldo positivo, administrei bem minhas finanças. Não entrei no especial nem uma vez no ano, consegui fazer alguma economia e não criei dívidas desnecessárias. Já que não tenho um salário farto, resta-me administrar bem o que ganho. Missão cumprida!
7. Amigos: Estreitei e refiz laços de amizade muito importantes.
8. Saúde: Não tomei a decisão cirúrgica quanto ao mioma e alguns pontos tem requerido uma atenção maior.
9. Internet: Utilizei raramente o blog, em compensação descobri o facebook.

Enfim, 2011 foi um ano de aprendizado e de bençãos!

Agradeço imensamente a Deus - Ele me guardou nos caminhos por onde andei; protegeu-me dos perigos; livrou-me do laço do caçador; abençoou meus dias e minha família e esteve ao meu lado do nascer ao por do sol.
Obrigada, meu Deus! Eu sou grata a Ti! Eu confio em Ti!

Adeus ano velho!

segunda-feira, outubro 31, 2011

Fatores que destroem o ser humano.


Perguntaram numa ocasião a Mahatma Gandhi quais são os fatores que destroem o ser humano.
Ele respondeu:

  1. A Política sem Princípios,
  2. o Prazer sem Responsabilidade,
  3. a Riqueza sem Trabalho,
  4. a Sabedoria sem Caráter,
  5. os Negócios sem Moral,
  6. a Ciência sem Humanidade
  7. e a Oração sem Caridade.

domingo, outubro 16, 2011

Conselhos de uma professora...

"Professora, não sei se voce lembra de mim mas eu estou com um dilema que acho que só voce que ama ser professora pode me ajudar. Eu me formei no magistério no xxx ano passado, mas cheguei a conclusão de que eu não quero dar aulas para crianças, mas eu quero dar aula, estou pensando em fazer letras, porque eu amo inglês e quero ser professora. Mas o problema é que se fala tão mal da situação do professor que eu fico com medo de me arrepender, e eu me inscrevi para direito no vestibular da UFF, estou fazendo o cursinho e tudo mais, mas ainda estou com duvida. Pode me ajudar, ou dar uma opinião????"
(B.L. - via facebook)

Resposta:
B.L., minha querida, é claro que me lembro de vc. Como me esquecer deste seu sorriso meigo? Opinar sobre vocação e futuro é algo um tanto complicado e relativo, pq o que pareça ser bom pra mim, pode não o ser pra vc. Uma frase de Steve Jobs que circulou por conta de sua morte dizia algo do qual não vou me esquecer: "A única maneira de realizar um excelente trabalho é amar o que se faz!". Mediante isso, pergunto: o que diz o seu coração? É bem verdade que o professor clama por maior valorização em sua profissão e que os obstáculos de nossa área são muitos. Mas em todas as áreas existem problemas. Quanto ao aspecto salarial, o que posso te dizer é que hoje um professor de ensino médio recebe um salário inicial de $ 800,11. No mais querida, eleve seu pensamento a Deus para que o Divino Espírito Santo a ilumine na escolha que lhe trará satisfação pessoal, pq só o dinheiro não basta... é preciso uma dose de paixão em tudo na vida. Torço por vc seja qual for sua escolha. Bjs.

quarta-feira, outubro 12, 2011

O CONFORTO DA ORAÇÃO


Nos momentos de dor e tristezas, está difícil suportar o aperto no peito?
Procure o conforto da oração.
Deus está disposto a ouvir.
Quando você O procura, Ele mansamente envolve sua Alma em luz e paz.

Ele oferece a você condições de vencer suas limitações e dificuldades, dá forças para enfrentar os obstáculos e ilumina sua mente para que encontre as soluções necessárias para os problemas.

Na oração, entregue-se de corpo e alma, silencie sua mente e sinta-se capaz de ouvir o seu coração.
A confiança começará a envolvê-lo e você poderá, mais claramente, identificar os caminhos a tomar.

Deixe Deus entrar em seu coração. Ele está à porta só esperando que você a abra e O convide para morar com você.
Essa convivência vai operar maravilhas em sua vida.

Não esqueça e confie: Deus ama você!

sábado, agosto 20, 2011

Palavras de um sábio idoso

Sobre velhos idosos mendigando nas ruas...



Eu ainda era solteira e morava com meus pais.
Lembro-me que um dia, voltando para casa no horário de almoço, cheguei comentando e meio que reclamando que um homem idoso, um velho, abordou-me na rua pedindo esmola. Acontece que o cheiro de bebida alcóolica era mais que perceptível e, achando um absurdo aquilo, neguei-me a atender tal pedido.
Então, meu pai esperou que eu terminasse de falar e quis confirmar parte do que disse:
_ Era mesmo um velho, minha filha, quem te pediu esmola?
_ Aham, era sim pai!
_ Ora minha filha, quando um velho lhe pedir ajuda, não queira saber o porquê. Mesmo que seja para ele encher a cara de bebida, dê o que puder, o que quiser. É tão triste tornar-se um velho, especialmente se ele for um velho abandonado, que estará prestando um favor a ele.
Eu entendi bem o que meu pai quis me dizer com aquilo.
Hoje já não o tenho. Ele tornou-se um velho, a doença tomou conta dele e o tirou de nós.
A conversa daquele dia ficou guardada em meus pensamentos e é uma das lições de vida que apreendi.

Dia desses, um velho num banco na rua, estendeu as mãos pedindo ajuda. Passei direto, andei alguns passos adiante e parei, lembrando-me daquela conversa com meu pai.
Abri a bolsa, colhi as moedas que tinha e pedi ao meu filho:
_ Vai lá filho, dá essas moedas pra ajudar aquele velhinho.
Meu filho voltou dizendo:
_ É por causa daquela conversa que você teve com o seu pai, né mãe?
_ É, filho, é sim!

sexta-feira, agosto 12, 2011

A gente se aborrece...

Amar é uma coisa que dá trabalho.
Amar não é tarefa fácil.
As pessoas que mais amamos na vida nos aborrecem às vezes por coisas tão pequenas: esposo, filhos, pai, mãe...
Como é difícil simplesmente amar, guiar as atitudes e as decisões em prol desse amor.
O egoísmo fala mais alto, o egocentrismo fala mais alto.
Sem contar que há a força contrária, a força destruidora, a sombra interferindo nos mais nobres sentimentos na tentativa infinita de por tudo a perder.
É assim o tempo todo... essa luta entre o bem e o mal, entre o perfeito e o imperfeito, entre a minha verdade e a verdade do outro.
Que difícil!!!