terça-feira, junho 05, 2007

Professora sim, tia não????

Cá estou eu... segunda e terça sempre envolvida com o plano de aula, semanário ou planejamento semanal (como entendas).
Professora, é o que escolhi ser na vida pra colaborar com um mundo melhor, mas ao contrário de muitas colegas de trabalho... não me importo de ser também "tia".
Leia pq:

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Engraçado... esta é uma questão que não me incomoda muito.
Sou do tempo que se chamava carinhosamente professora de "tia" e eu sabia distinguir perfeitamente quem era a tia irmã de mamãe/papai e quem era a tia da escola que cuidava de mim e me ensinava um monte de coisas.

Meus alunos, alguns deles, me chamam de tia e eu mesma por vezes me defino assim, sem ao menos perceber.
Acho que é uma questão de respeito à infantilidade da criança (no que se trate da faixa etária e a visão de mundo).
No devido momento, eles deixam de falar por si próprios e sabem que a tia da escola é a tia professora.

Esta é uma polêmica com a qual não me preocupo.
Na época em que as professoras eram chamadas de tia ou de "dona sei lá o quê", década de 70 a 80, os professores eram muito mais valorizados e tinham certo status social.
Hj em dia, que interessa ser chamada de tia ou professora se nem os adultos, donos e senhores das leis, nos destinam o devido respeito?
Lembram-se muito de nós sim, para suas campanhas eleitoreiras, descomprometidamente.
O que vejo atualmente em nosso país é a educação sendo constantemente enchovalhada com mudanças de lei que só aumentam a disparidade entre aqueles que podem e aqueles que não podem pagar um colégio particular.

E o caos das escolas públicas, responsáveis pela formação de grande parte dos cidadãos brasileiros?
Os meios de comunicação de massa, não poucas vezes, mostram os absurdos cometidos: alunos aprovados sem os pré-requisitos necessários, alunos estudando em condições precárias, alunos que passam por passar, sem ao menos se destinar a perder uma partida de bola, um vídeo game ou um programa de TV pra se dedicar aos estudos (com respeito às exceções).
Alunos que nunca chamaram a professora de "tia", pq alguém um dia disse que era errado e pejorativo e, chamando de professora, atiram contra seus mestres ou colocam em risco suas vidas nas periferias das gdes e movimentadas cidades... por vezes, nem notam seu "mestre", são completamente indiferentes.

Ahhh gente... não está no fato de me chamarem de "tia" ou professora a qualidade do trabalho que ofereço a eles.
Importa-me que me entendam, que me respeitem, que juntos alcancemos nossos objetivos, seja com a Tia Jacqueline ou com a Professora Jac.

Desculpem meu desabafo!
É só mais um jeito meu de pensar que há muito trago comigo.

(P.S.: Sou formada em Pedagogia, atuo na área da educação desde 1990 e, atualmente, trabalho com as sementes - educação infantil - crianças de 4-5 anos)

4 comentários:

lurainbow disse...

Oi obrigado pela vsita em meu cantinho ;)
E achei giro este post é que sobrinhos mesmo eu tenho 2 mas de coração para ai 80 lol e acredita não fiz por isso apenas estou inserida num grupo de jovens e eles arranjaram um termo terno e carinhoso de me chamarem :) Tal como filhas e filhos de AMIGAS...
Muito bom mesmo não é?
Beijinhos cheios de cor

João Araújo disse...

Olá, gostei muito do seu blog, e eu escreveria muito sobre este asunto.

Quanto a postagem, concordo plenamente com seu argumento.

Já estou momtando um blog voltado para a educação, onde colocarei aulas, textos, livro e muitas outras coisas.

visitarei com mais freqüência

Abraços e tenha um belo dia

Tia Maria disse...

OI.CONCORDO PLENAMENTE COM VC.TEM COISAS MUITO MAIS IMPORTANTES A FAZER PELA EDUCAÇÃO DO QUE DISCUTIR TITULOS...SOU PROFESSORA E NÃO ME IMPORTO DE SER CHAMADA DE TIA.VOU LEVAR ESSE POSTAGEM PARA COLOCAR NO MEU BLOG.APROVEITO E TE CONVIDO PARA CONHECER O MEU CANTINHO!!!!!!!!

Fernanda disse...

Não sou professora mas sou aluna e concordo com o q vc disse!!!