terça-feira, abril 22, 2008

CASO ISABELA: A DOR DA FALTA DE SENTIDO

(Por Arnaldo Jabor)


FONTE: CBN - A Rádio que toca notícia
21 de abril de 2008
SE PREFERIR, OUÇA O ÁUDIO AQUI!

"Amigos ouvintes, eu tentei não ler sobre a morte da menina Isabela. Também evitei na época os detalhes do assassinato daquele menino arrastado, João Hélio, porque na minha profissão, eu tenho que selecionar os horrores, senão eu fico maluco. Mas eu não consegui! Eu vi o desfecho do caso da menina morta.
Essa tragédia não é só das vítimas: nós também sofremos para entender esse mal incompreensível. Cresce em nós uma pele de rinoceronte na alma, com o coração mais duro ficamos mais cínicos, mais passivos diante da crueldade.
Um filósofo chamado Oswaldo Giacoia Junior escreveu, uma vez, o seguinte: 'O insuportável não é só a dor mas a falta de sentido da dor. Mais ainda, a dor da falta de sentido'.
Como entender que um pai e uma madrasta possam ter ferido, estrangulado e atirado uma menininha de cinco anos pela janela? Como entender a cara sólida e cínica que eles ostentam para fingir inocência? Como não demonstram sentimentos de culpa algum? Ninguém berra, ninguém chora! Como podem querer viver depois disso? Como essa família toda, pais, mães, irmãos se unem na ocultação de um crime? Como o avô pode dizer com cara de pau que 'se meu filho fosse culpado eu o denúnciaria'? Que quer essa gente? Preservar o bom nome da família? Mas são parentes ou são cumplices?
A polícia deu um show de bola pericial no caso Isabela. Mas dá para sentir que a nossa estrutura penal tá muito defasada com este espantoso crescimento da barbárie. Como se pode tolerar que um sujeito que foi condenado outro dia, na semana passada, somente à treze anos por ter esquartejado a namorada, alegando legítima defesa, possa ficar em liberdade até esgotar os recursos que a lei prevê como diz o Supremo Tribunal de Justiça? Como entender que aquele jornalista, o Pimenta das Neves, que premeditou o assassinato da namorada com dois tiros pelas costas e na cabeça, condenado já à seis anos esteja ainda em liberdade, na boa?
As leis de execução penal tem de ser aceleradas, as punições têm de ser mais terríveis, mais violentas, mais rápidas, mais temíveis. Há um crescimento da crueldade acima de qualquer codificação jurídica. Essa lentidão, esse arcaismo da justiça, é visível não só nos chamados crimes de classe média não, como também na barbárie que galopa nas periferias. O Elias Maluco, lembram, aquele que matou o Tim Lopes com golpes de espada, ele tava em liberdade condicional, sabiam? Não se trata mais de uma perversão do humano, mas de uma perversão do animal em nós. Os pensadores da justiça continuam a tratar os crimes como desvios da norma, praticados por cidadãos iguais. Tem de acabar o tempo dos casuismos, das leniências, das chicanas.
E esse casal de pedra, esses monstros? Será que vão se defender em liberdade esgotando os recursos da lei? Como o esquartejador com justa causa? Serão condenados a dez aninhos com atenuantes? Que acontecerá com eles?
A lei tem de ser mais temida mais rápida e mais cruel. Esses vacilos da justiça explicam sucessos em filmes como Tropa de Elite, e até explicam fantasias de linchamento em nossas cabeças, que Deus me perdoe."
Enviado por Marco Túlio

6 comentários:

Jeff disse...

Sem sombra de dúvidas a justiça no país esta morrendo a cada fato como este que presenciamos. Daqui há alguns dias, não teremos pessoas que trabalhem em nossa defesa, pois o conjunto de leis não funcionam e a criminalidade tomará conta de toda situação. Fazendo prevalecer as suas leis.

É terrivel presenciar fatos como estes. São pais matando filhos, filhos matando pais, mães jogando filhos em lixeiras, criaças traficando, idosos sendo espancados ... onde nós estamos? Será que o código penal está tão atualizado como o aumento da criminalidade e a crescente violência.

Assim como profissionais da saúde fazem pesquisas para descobrir a cura das "novas" patologias que surgem. Esses representantes deveriam rever suas leis para procurar sanar as patologias a qual encontra-se o país.

É vergonhoso. Os criminosos em liberdade e a população trancada em suas residências. Sem contar que o próprio ambiente familiar é o "foco" de muitos destes problemas. Onde estão as políticas para educação?

1,2,3,4,5,6,7 ... são tantos os problemas ... a bola de neve é tão grande, que se eu não sei por onde começar imagine quem está lá para fazer isso e não faz?

Fazemos a nossa parte, mas é preciso que façam a deles, pois progressivamente estamos caminhando para o inferno!

Carolzita! disse...

Esse crime chocou o Brasil inteiro. Dá medo do mundo que a gente tá vivendo né?

beijos

Jeff disse...

Já deve ter umas 3 semanas que fato aconteceu e nada foi feito, apenas especulações e mais NADA!

As evidências são mais que claras! Mas acho que eles estão aguardando a terceira pessoa se entregar ...

Aquela entrevista dos dois divulgada na mídia foi mais uma estratégia dos advogados de defesa, que por sinal não deu muito certoo. Vc viu a cara de ambos falando do ocorrido? Fiquei pasmo com tanta frieza ... (sem comentários ...

Volto com mais frequência

Bjos e boa semana!

AcidStorm disse...

Que a verdade seja dita: nossas autoridades estão precárias!
Um "bandido" com dinheiro ou sobrenome, comete um crime hoje e não recebe punição.
Muitas vezes a midia vincula tanta enrolação, que o povo acaba deixando uma porção de crimes bárbaros cairem no esquecimento.
Enquanto a sociedade der privilégios à "bandidagem de eleite", nosso país vai continuar com esses focos horrendos de notícias cada vez mais pesadas e tristes...




Um abraço^^

Nilson Barcelli disse...

Também nos queixamos da morosidade de justiça em Portugal.
Ninguém compreende como é que em casos tão simples de julgar os tribunais levem anos para produzir um despacho.

Bfs, beijinhos.

Marcelo Martins disse...

Esse caso me revolta e procuro nem escrever a respeito porque coisa boa não sairia.
Nós que temos filhos podemos imaginar o que seria fazer o que os pais dessa menina fizeram.
Sim, eu acho mesmo que foi o pai da menina e a mádrasta que fizerma isso.
Mas eles irão pagar e muito caro por essa monstruosidade.