sábado, setembro 12, 2009

Lembranças de um "Adeus"


Às 6hs da manhã de hoje o relógio do meu celular despertou. Comecei o dia preparando-me para encarar uma manhã de reposição de aulas como professora e uma tarde na aula de pós-graduação como aluna. Cheguei em casa exausta.
A um ano atrás, nesta mesma data, preparava-me para comemoração do aniversário do meu filho quando recebi a notícia de que ele tinha partido. Naquele dia, cheguei em casa desesperada.
Uma luz de brilho singular tinha voltado à sua fonte, deixando minha vida menos colorida.
Hoje sinto uma saudade imensa do meu pai, mas ele tem se feito tão presente em minha vida todos os dias desde que partiu...
Suas lições de vida, seu jeito bem-humorado e sua personalidade, hoje estão cristalizadas em mim e influenciam positivamente a pessoa que sou e a maneira de enfrentar os desafios e as dificuldades que a vida traz.
Sempre me lembro dele.
Sempre me lembro, em especial, da forma como ele me amava.
Não perdi a chance de lhe dizer "_Pai, eu te amo!" - quando estive com ele no leito do hospital e de ouvir dele a mesma afirmação.
Sempre lhe pedia a benção: "_Bença, Pai!" - "_ Deus te abençoe, minha filha!"
Sei que esta benção me acompanha todos os dias e que seja lá onde quer que ele esteja, continua nos abençoando.
Sempre lhe causei orgulho (eu sei): ele acompanhava-me nas provas e fases dos concursos, era meu amigo e companheiro nas decisões da vida, aprovava meu casamento, admirava minha postura profissional, etc. Compartilhávamos destas certezas em conversas na sala de casa, entre um e outro comercial da TV.
Meu pai - meu melhor amigo!
Hoje compreendo pq minha vida teve que sofrer toda aquela reviravolta com o desemprego do meu marido em 2006. Eu precisa voltar a tempo de viver com ele e com meus filhos, os últimos e importantes momentos de sua vida conosco. Agradeço a Deus por tudo que passamos para que isso fosse possível.
Voltei, recomecei, estou vencendo de novo!
Se ele estivesse vivo, estaria comemorando comigo meu "recomeçar".
Ele torcia tanto por mim!!!
Faz apenas um ano que ele partiu e parece que faz tanto tempo... é a saudade!
Hoje eu precisava vir aqui falar dele como uma forma de exaltar a pessoa maravilhosa que Deus me deu como pai.
Amém!

9 comentários:

tossan® disse...

Linda declaração de amor! Com certeza ele sabe. Bj

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Jac,

Eu sei o que significa essa dor. Minha mãe partiu, mas deixou para todos nós sua fé e coragem.

Espero não perder contato, viu?

Beijo grande, menina linda.

Rebeca

-

[ rod ] ® disse...

A arte do retorno, muitas vezes não entendido, é a singular forma de rever valores. Que data especial e saudosa minha amiga... que sejas firmes como sempre.

Bjs,





dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

Fadinha disse...

Olá...
obrigada pelo comentárioo..
e
sim os desenhos são meus hehe eu tento desenhar!!!

beijinhuuss

uma bela quarta!!

Menina do Rio disse...

Lindas palavras. A saudade dói e a nós ficam as lembranças!

Beijinho, querida

Angela disse...

Que a cada dia Deus derrame sobre a sua vida uma unção sobrenatural...Somos parte da família de Deus e creio qua todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus...
Bjim!!!!

meus instantes e momentos disse...

bonito , singelo, triste, real.
Gosto do teu blog.
Maurizio

Claudio Ciro disse...

Devemos dizer que amamos nossos pais enquanto estamos com eles... tb perdi o meu pai no ano passado e 3 meses antes, consegui coragem para dizer que o amava. Depois de 2 meses, ele ficou enfermo. abçs.

Pia Fraus disse...

Sinto com e por você. Tanto a alegria como a saudade! Alegro-me de ler palavras tão doces de algo tão saudoso e sofrido!

Parabéns pelo blog! Parabéns ao seu pai que criara alguém como vc!