quarta-feira, outubro 28, 2009

CLaMoR


Angustia-me o coração não ter domínio
De tudo que é externo ao que sou.
Medo, dúvida, incerteza,
Um silêncio afiado como lança perpassando meu coração

E clamo por perdão
Perdão por tanto bem-querer
E por tanto querer bem...O temor!
Temer causar o mal.
Temer ser mal, quando só se quis ser o BEM.

Seja em vão o medo, não a angústia
Que me fere a alma e me maltrata o corpo.
Eu quero acordar
e apenas me dar conta de que esta angústia
nada mais é que meu escudo de proteção,
um sinal de alerta e nada mais.

Em meio à minha fraqueza,
De cara com minha insignificância
clamo Àquele que tudo sabe,
que a todos conhece,
e tudo vê: PROTEÇÃO!

Ouça meu clamor, Senhor!
Defendei-me no bom combate!
Que eu seja capaz de me proteger de mim mesma...
E não permita que eu lamente quem sou,
por conta de amar demais.

Amém!!!

2 comentários:

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Amém!

Noite de luz, menina linda.

Rebeca

-

[ rod ] ® disse...

só a Deus podemos clamar por justiça e proteção... rogo a ele todos os dias... bjs moça.