domingo, março 14, 2010

Passagem...

Há pessoas que passam pela vida e parecem não sentir seu gosto.
Há pessoas cuja vida faz interseção com a nossa, mas não assumem papel algum.
Não comungam da nossa história.
Apesar disso, o nome delas está lá, escrito no livro de nossa vida, como um personagem que não pode escolher outro destino.
E foi assim... um nome, uma referência e uma despedida.
O céu hoje chorou a perda de mais um filho da Terra.
A terra novamente se pôs como leito do descanso eterno.
O chamado que se contrapõe à vida.
A inevitável passagem...

1 comentários:

Manuella Monte Santo disse...

Ainda restam as lembranças.



Beijos.