terça-feira, setembro 07, 2010

Abençoadamente comum...

A algum tempo venho sim pensando em findar esta etapa e fechar o blog.
Afinal, o que tenho para registrar aqui senão o meu dia-a-dia tão abençoadamente comum?
Não há espaço agora para poesia e devaneios.
Sou eu, todo dia, executando as rotineiras tarefas, com bom humor na maior parte das vezes, preocupada com minha sobrinha que enfrenta problemas de saúde e conduzindo os filhos na arte de viver.
Conduzindo eu mesma na arte de viver.
Hoje não foi feriado pra mim.
Deixar o ninho aconchegadinho do jeitinho que se quer para viver não é tão simples como parece.
Tanto eu quanto meu maridinho trabalhamos o dia todo...
Eu de Maria Faxina, Dona Maria Lavadeira e assessora de passar um fio de antena aqui, outro fio de telefone acolá.
Já era noite quando resolvemos descansar e não demos conta de tudo.
Por fim a frase:
_ Amanhã eu não quero fazer nada, hein! Tem comida que dá pro almoço? - disse eu para o maridão...rs - e ele confirmou que sim.
Então resolvi vir aqui... encontrei um monte de comentários de pessoas queridas, entre outros visitantes e mais de 100.000 visitas... que gostoso!
Como posso deixar tudo isso para trás?
O jeito é continuar escrevendo sobre meu dia-a-dia abençoadamente comum, amém!

1 comentários:

Para Entender disse...

Comum e rotineiro, ás vezes são as palavras que salvam as nossas vidas.