terça-feira, julho 31, 2007

Se você deixasse de existir amanhã que falta faria ao mundo?

Esta foi a pergunta com a qual me deparei dia desses no blog O Avesso da Vida.
Respondendo assim:

"Pergunta cabulosa essa e não nego, já me peguei pensando sobre esta possibilidade.
Difícil responder!
Mas trago comigo algumas certezas:
- Meus pais sentiriam imensa dor se quebrando a lei natural da vida, eu partisse antes deles;
- Meu marido certamente se sentiria perdido, parte dele morreria comigo.
Mas, quando penso em meus filhos, clamo misericórdia a Deus, pq meu maior medo é vir a faltar qdo eles ainda não caminham por suas próprias pernas.
Peço a Deus que me dê tempo para deixá-los de pé na vida... cumprida essa missão, irei em paz!"


Mas esta pergunta me lembrou de algo que eu tinha escrito sobre o assunto a um tempo atrás e não publiquei talvez pelo próprio medo que temos de ao menos citar essa ausência que um dia será inevitável. Oportunamente, o faço agora:

"Assumo, tenho medo de morrer
De morrer de repente
e não ter tempo
de avisar que estou partindo..."

(Apaguei o que digitei depois - não consegui escrever mais que isso, não!
Embora se tratasse de um texto que ocupava uma página inteira.
Fica o silêncio do pensamento e do sentir.)

11 comentários:

R Lima disse...

Obrigado pela referência ao meu post... são gentilizas como essa que me fazem e me motivam a dar vida ao AveSSo... muito obrigado e ao medo.. ao medo de morrer de repente, só nos resta o simples saber... o acontecer é tão efêmero como esse pensar.

Bjs e se cuida,




[ http://oavessodavida.blogspot.com/ ]

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

Lorita disse...

A gente se incomoda bastante com a única certeza que temos na vida né? A morte.

Sei lá, acho que terei medo da morte no instante que ela se fazer inevitável em mim...

Bjm queridona

Edna Federico disse...

Jac, sei exatamente seu sentimento.
Também tenho esse medo insano de partir e deixar quem amo para trás, principalmente meu filho.
Acho que quando viramos mãe, o medo de morrer aumenta, sei lá...
Mas, ninguém vai antes da hora, né...pelo menos eu espero que sim, riso

Leilane Gomes disse...

Hum, eu tb tenho muito medo de morrer.. talvez não seja preopriamente MEDO, mas receio de causar tanta dor, pois bem sei o quanto dói ver alguém que se ama partindo!

Carol disse...

Eu "morro" de medo de morrer, pavor!
mesmo sabendo q é inevitável.
Penso nas pessoas q ficarão, tomara q qd chegar a minha hora eu não tenha filhos ou estes estejam cuidando das próprias vidas...

Lili disse...

É dificil falar de uma partida dessa qdo se tem tanto ainda à fazer, ela é nossa única certeza e por isso nossa angústia constante, principalmente em tempos como agora onde a violência nos persegue em todos os cantos.
Belas palavras q ouso fazê-las tbm minhas, "meu medo é de não poder avisar q estou partindo..."
Bjocas

Cris... disse...

Pois eu já pensei tantas vezes na morte e no que deve haver por lá.

Já pensei em ir embora muitas vezes, e já fui muito egoista, pois sempre pensava apenas em meu lado e não nas pessoas que ficariam aqui....

A verdade é que tenho aprendido dia após dia, e hj, agora, nesse exato momento, o que eu menos quero é ir embora daqui....

Beijo, minha Flor.

Mamanunes disse...

A morte? Ô coisa mais sem jeito..." diz o Chico grilo no Auto da Compadecida, lembra?
Coisa mais sem jeito mesmo.
Medo de morre eu não tenho, mas causar dor aos que amo...complica.
Melhor não pensar nisso né?
Um beijo

Marco disse...

Nossa Jac!
Difícil eu assumir isso, ainda mais aqui, publicamente...
Mas a "morte" é um dos meus maiores, senão o maior, "medo"!!!
Assunto complicado e delicado...
Quando o penso, fico deprimido!
Sei que é muita presunção minha querer que fosse eterno, mas sei lá... Vixe!
Melhor não comentar...
A minha única certeza é saber que deixarei tanta gente amada e querida! Triste isso!!!
Beijos

Rosangela disse...

OI Jac querida...
realmente falar de morte não é fácil, acho que todo mundo tem medo dela e quem diz não ter, está meio que camuflando...
..
Beijos

Cin disse...

Confesso que acabei acabei fugindo desse questionamento...morte é um assunto q eu n sei e nem gosto de lidar.
Bjos flor!