segunda-feira, novembro 12, 2007

O CRAVO e a Rosa - Parte II (final)

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Mas a mulher percebeu que não era bom que sua "rosa" reinasse sozinha naquele jardim.
Pediu aos céus novamente a graça de mais uma vez experimentar o germinar da vida em si.

E a vida brotou antes do esperado, posto que encontrou solo fértil.
E a vida se viu ameaçada.
E a mulher forte se viu frágil...
E a mulher frágil teve medo...
Mas o bom fruto é forte!
Germinou, cresceu e vingou segundo os planos do Criador.

Ela sabia que seria um cravo a ornar seu jardim.
E cá está ele fazendo de novo desta mulher uma aprendiz.

Simplesmente pq pouco se aproveitou das lições da rosa.
Ele quis tudo novo, ele é inteiro ele
e a mulher começou tudo outra vez.

Dono de um sorriso lindo
De uma alegria contagiante
De um temperamento único
E de um amor e um carinho que não quero que abandone nunca.

Ele me diz todo dia:
_ Mãe, te amo!

Este ser é meu filho!
Esta mulher aprendiz, continua sendo eu!

Enfim...
Por este meu jardim sou capaz de tudo!

14 comentários:

Edson Marques disse...

Belíssimo!


Esse cravo é livre!


Abraços, flores, estrelas..

jotacarlos disse...

Bons frutos, boas sementes...
Que haja sempre luz em forma de bons ensinamentos a estes pequenos frutos, para que no futuro, o mundo se torne uma eterno jardim florido.

um abraço.

Laura disse...

O amor e devoção de mãe são insubstituíveis, incomparáveis, inexplicáveis... achamos força não sei de onde, e a tolerância então?

Lindo texto... parabéns, e obrigada pelas visitas no meu, venha sempre!!

Beijos!!

Century Child disse...

A forma metafórica como você tratou a maternidade me chamou a a tenção. Talves issso se aplique a mim tbm, pois tenho uma filha q amo d+.
De mim germinou e está enfeitando meu jardim.
Realmente vc gosta de metáforas, ja que nos dois primeiros vc retrata a maernidade com essa figura de linguagem. Isso deixa a ecrita mais rica e interessante de se ler, fugindo um pouco à aquele velhos paradigmas de que tudo deve ser entendido como é escrito.
Meus parabéns Jac, vc está no caminho certo.
No geral, o blog está muito bonito e interessante, se vc assim o permitir, esterei sempre aparecendo aqui.
Ah, me visita lá tbm.
Um grande abraço.

Acid Storm disse...

Bom, minha primeira visita a este blog me deixou encantada...
tu escreves de uma forma tão bela, que me emocionei ao ler este texto... vou dar uma passadinha por aqui sempre que eu puder!
Beijos.

Girassol disse...

O que eu disse continua a fazer todo o sentido...
Tudo o que posso desejar é que o teu Cravo e a tua Rosa cresçam viçosos como as mais lindas flores... felizes e livres.
Que sejam pessoas independentes e fortes, mas que jamais esqueçam o aconchego do jardim onde nasceram.

Beijo para todo o clã.. =)

Edna Federico disse...

Também tenho o pivilégio de ouvir todo dia "eu te amo" do meu pequeno...tem coisa mais gostosa no mundo?
Parabéns pelo lindo jardim que plantaste em tuda casa, amiga.
Beijo

Pensamentos Ocultos disse...

Tão lindo(..) Que sentimento bonito e real ! Que perdure para sempre .

Beijos =)

Rui Caetano disse...

Um encanto, uma maravilha da natureza nos proporcionar esta experiência de sermos pais de gerarmos um filho que é nosso e parte de nós para todo o sempre.

Batom Cor de Rosa disse...

ahh, criativo esse texto, me interessei bastante, gostei. =)
beijos!

Dani disse...

Eita orgulho das flores do seu jardim hein?
Nossa, ser mãe deve ser incrível mesmo!
Lindo texto.
Bjs

Anne disse...

Ah, mas que coisa mais linda isso, Jac querida!!!! Fico babando em ver o quanto de amor vc deposita nessa sua família linda, seja no maridão, ou nos filhos.

Meus parabéns por essa família tão unida, tão bela...desejo que continue sempre repleta de bençãos o tempo todo! Lindos os seus filhos, pelo q deu pra ver nas fotos!

Bjossssss

Cin disse...

Jac querida,
Que essas duas sementinhas que vc plantou continuem a florescer e a embelezar seus dias.
Bjinhos!

Carolzita! disse...

Lindo!!!!!

Ser mãe deve ser mesmo muito bom.


beijos