domingo, junho 08, 2008

Apresentando novo blog.

A algum tempo eu estava pra colocar este blog entre os meus.
É de uma pessoa que faz parte da minha vida, que carreguei no colo, acompanhei os primeiros passos e hj a acompanho enqto menina-mulher, tomando decisões, surpreendendo-me no pensar.
É tb meu anjo da guarda, ajudando-me nas dificuldades do dia-a-dia de uma mãe que vive em meio a um quebra-cabeças.
Apresento a vcs o blog da minha querida Lívia, através de um de seus posts entitulado:

"Calando os Ouvidos"

Quem tem ouvidos para ouvir ouça:
Será mesmo necessário ouvir tanta barbárie?
Ouço reclamações, cinismos e ironias
Ou frases de autobajulação
Tanta caretice, tanta covardia
O pior é não poder responder
Não poder gritar
Não poder evitar

Dentre os cinco sentidos
E as infinitas sensações
Gostaria de ter o dom do bloqueio temporário
Não para não sentir o gosto de comer o que não gosto
Não para não enxergar algo terrível
Não para não sentir a dor de um bofetão
Mas para bloquear meus ouvidos
De ouvir acusações e lamúrias infundadas
Para não sentir um gosto amargo em minha boca
Para não tremer a visão
Para não me arranhar de raiva...

No fundo as palavras caem melhor
Nas canções dos compositores
Na sabedoria dos escritores
Na voz das criancinhas
Nos humildes de coração...

Confiram: http://livinhacf.blogspot.com

9 comentários:

Tati disse...

Só faltou o link do cantinho dela, né? Rs... Mas vou procurar ali do lado...
Ah, bloguinho atualizado, viu? =)
E com agradecimetos a vc, rs...
Beijos!

Menina do Rio disse...

Belissimo poema!

Deixo-te um beijo

Aline disse...

Lindo texto, vale msm a pena conferir o blog da tua anja!

bjm amiga

Dani disse...

Vou lá conferir!!!

Cadinho RoCo disse...

O protesto é forte bonito contundente. Mas não haverá nele excesso de intolerância?
Cadinho RoCo

Nany Show disse...

Ola querida,fico feliz com sua visitinha,adoro o q posta,agradeço a visitinha e lhe desejo uma boa semaninha bjs no S2

Edson Marques disse...

JAC,


Que poema mais lindo!


Vou lá, agora mesmo, deliciar-me com mais.

Abraços, flores, estrelas..

Margarete disse...

Lindo poema, essa menina vai longe...
Diria que é tal mãe, tal filha.
Beijinho

Lívia disse...

Oi madrinha, fico contente que gostaram do post. Meu blog é meio recente e confesso que adoro postar umas coisinhas de vez em quando. Estava muito chateada ao escrever esse post. Quando leio, às vezes nem acredito que fui eu quem escrevi. Obrigada pelos comentários! Bjos