quarta-feira, setembro 24, 2008

SoU...

Eu também sou o escuro da noite...
Sou ainda o sol da manhã.
Clarão da lua, luz das estrelas
Brisa nos dias quentes
Aroma de flores primaveris.

Eu sou aquilo que me faz bem ser
Sou o que busco de melhor em mim
Sou a que luta e batalha,
Sou a que sonha em realizar,
Sou a esperança que me move
Sou o amor que me envolve
E sou até o que nem bem sei...
o que é ainda mistério em mim!


(Jac C.)

Frase inicial: "Eu também sou o escuro da noite", de Clarice Lispector.

8 comentários:

Thiago disse...

isso me lembrou MUITO o SEIXAS.

eu sou lararalarara ♪ hehehe

Um beijo! Muito lindo Jac.

Anne disse...

Lindo isso, JAC... acho que nunca te vi numa fase tão poética. Isso ficou mto doce, muito lindo!

Falando em lindo, esse azulzinho do seu blog tá uma fofura, amei!!!

Bjos pra vc!

Angel France disse...

Olá, me encantei com o seu blog. Muito bacana, parabéns.
Tb. quero deixar meus sentimentos pela perca do seu querido pai. Fiquei pensando qdo chegar o dia de perder o meu (caso eu não vá primeiro) Ainda não tenho essa experiência de morte tão próxima.
Mas tenha força, ele está bem, e ficará feliz se vc tb estiver bem.
Vou te visitar mais vezes ok?
Fica com Deus

cõllybry disse...

Querida amiga, somos um pouco de mistério sim, lindo poema cheio de sentir...

Beijito

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Amiga Jac.C, lindíssimo poema... Adorei!... Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Edna Federico disse...

Que lindo, Jac....
Beijo

Lívia disse...

Muito lindo madrinha! Tem uma frase (não sei de quem) que diz que somos aquilo que ninguém vê, talvez nem nós mesmos! um bjo

Marco Romano disse...

Olha só estamos poemando também!
diz aqui no pé do ouvido:
faz um bem danado não faz?

Abraços Jac.