domingo, novembro 09, 2008

Mau HuMoR...


É bem verdade, as pessoas não vivem sorrindo o tempo todo.
Não se vive em constante estágio de euforia e felicidade.
O sorriso descansa de estar estampado no rosto a todo momento.

Mas como lidar com o mau-humor próprio e/ou do outro?
Se o mau-humor é seu, vc está mergulhado nele e não interessa nada e nem ninguém. Vc não se importa em ser simpático, tolerante ou gentil. Simplesmente não quer papo, não quer ser paciente, em geral, está se sentindo com uma bomba-relógio dentro de si, pronta para explodir e se não explode numa única vez, vai explodindo aos poucos.
Coitado de quem estiver perto!

E se o mau humor é do outro? Como lidar com isso?
Vc pode ignorar esta condição e simplesmente sair de perto. Deixar que a pessoa baste-se, convivendo consigo mesma naquele inferno que ali se instalou.
Vc pode tentar animá-la, tirá-la daquela condição, contar uma piada, fazer um elogio (coisas que só resolvem se ela estiver em início de estágio mal-humorado).
Sei lá que outras artimanhas pode-se usar diante do mau-humor de alguém.

O que acredito é que nestas horas há que se ter sabedoria. Caso contrário, feito uma doença contagiosa, vc se deixa contaminar por aquela amargura e asperez e pronto... não há bom dia que lhe salve.

Eu procuro estar de bom-humor e qdo não estou em meus melhores dias, tb evito envolver o outro nisso (embora percebam que não estou bem).
Fico mais recolhida, quieta, controlada, tentando não causar danos ao proferir uma palavra ao outro. Mas, esta tarefa nem sempre é fácil.
O mau-humor do outro me contamina.
Qto mais próximo na relação de afetividade o outro está de mim, mais difícil se torna conter que meu estado de espírito reflita o do outro.
Estranho, não?
E vc? como lida com o tal mau humor?

8 comentários:

Alice disse...

rrssss... tem dias que nem eu me aguento!!! imagine os outros.... nesses dias eu literalmente me escondo !!


bjusssssssss

MamaNunes disse...

Minha queriiida!!! Não sei se suporto o mal-humor do outro não... Quando estou nos meus dias estranhos, procuro me afastar para não contaminar ninguém, mas é realmente difícil. A gente espalha um azedume né? Haja paciencia para nós todos menina...
JACQUEEE!!! FELIZ ANIVERSÁRIO!!!! (antes tarde...) Me perdoe maninha, eu me desliguei por conta de estudar e resolver "pepinos Internéticos" mas sei que você sabe (rsss) o quanto te quero bem e desejo toda a felicidade do mundo, todas as bençãos dos céus para sua vida!
Creia!
DEUS ESTÁ NO CONTROLE E TE AMA! Saber disso é uma alegria não acha?
Beijos e beijos minha amada e até já já!!!

Cadinho RoCo disse...

Fui possuído por uma enxaqueca que insiste em perdurar e que desafia, com força, o meu humor. Já nem sei se sou bem ou mal humorado.
Cadinho RoCo

Angel France disse...

Mal humor - bom humor.
São momentos de todos nós. E como todo momento... é passageiro.
Há que se respeitar e procurar se afastar um pouco, sem que o outro se sinta magoado.
Havendo compreensão, haverá gratidão.
Beijos

Edna Federico disse...

Hum, difícil...quando é o meu, procuro ficar quietinha.
Quando é o dos outros, procuro deixá-los quietinhos, riso.
Odeio quando estou assim e a pessoa fica insistindo pra saber se estou bem...meu humor só piora.
Beijo

Claudião disse...

É o mau humor é terrível. Mesmo. Olha a hora que estou acessando. Tô no notebook via wirelles. Que chique, hein!
Mas o bom do mau humor é que uma hora passa e tudo fica bem!

[ rod ] disse...

Olá moça...

Venha conferir o início de tudo.

Venha sentir o gosto dos meus...

Traga também os seus.

O AveSSo dA ViDa agora se chama dogMas.


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

edson marques disse...

Um belo texto.

Reflexivo.


Mas, como nunca tenho mau-humor, não aceito mau-humor alheio: simplesmente me afasto.

E, se for recorrente, elimino o mau-humorado das minhas relações.



É simpes!


Abraços, flores, estrelas..