quarta-feira, fevereiro 10, 2010

De volta...

Já não estou mais de férias... afinal, o tempo passa, as situações mudam, nada é pra permanecer igual. O que permanece igual não traz crescimento.
Estaciona no tempo.
Petrifica-se enquanto a vida transcende o destino.

Estive uns 15 dias sem computador devido à queima de placa-mãe e fonte.
Nem me reconheci.
Se isso acontecesse a cerca de dois anos atrás, eu ficaria inquieta e sofreria crise de abstinência virtual por não poder me conectar. Certamente recorreria a uma lanhouse qualquer tb vez ou outra.

Sim, houve um tempo em que misturei meus "viveres" e dei demasiada importância ao mundo virtual.
Válvula de escape, apenas um hobby, vício? Nunca soube definir.
O que sei é que se eu pudesse deixar de sair pra ficar conectada, eu o faria.
Lotava a caixa de mensagens de meus amigos diariamente.
Criei o blog.
Estava on line a todo tempo que estivesse livre de meus deveres e afazeres.
E, certamente, roubei precioso tempo de pessoas queridas e bem próximas a mim durante esta fase.
Vivenciei alegrias e decepções, coisa comum à vida de maneira geral.
E nunca soube definir bem o pedaço perdido, o tamanho da carência que me mantinha presa aqui.
Aprisionei-me sem querer, aprisionei-me por querer, em meio a descobertas vãs.

Hoje me sinto livre.
A vida tomou outro rumo indiscutivelmente.
O que me traz aqui: meu trabalho (muita pesquisa e leitura pedagógica e de legislação educacional), uma dose de passatempo, alguns contatos que demonstram verdadeiro bem querer por mim (alguns me acompanham desde 2004), amigas de trabalho dos lugares onde morei.
Quase não tenho orkuteado por falta de tempo mesmo e não experimentei o "twitter" ainda.

De tudo, algo bom:
Meu casamento passou por algumas "DR's" em função disso tudo. Ele não entendia o que nem eu sabia definir.
Sempre quis garantir meu espaço de privacidade tendo senhas só minhas (e ainda o faço) e nunca quis invadir o espaço dele, o que o incomodava um pouco.
Nunca faltou o respeito ao meu modo de ser e de pensar (não necessariamente aceitando o meu modo de agir).
Hoje em dia ele tb tem um blog em que posta esporadicamente. Acessa mais emails por conta dos trabalhos da faculdade e sempre me pede umas dicas, já que tantos anos on line me trouxeram algum traquejo e conhecimento.
Fazer um serãozinho como o faço agora é uma exceção, quando por muito tempo foi regra.
Eu varava as madrugadas quase todas as noites sendo presença constante em chats e msn.
"Parece" que passou.
Virada de ciclo?
Redescoberta de um sentido a minha vida "real"?
Encontro da tão buscada satisfação pessoal?
Não sei as respostas.

O que sei é que não é bom estar aprisionada a algo ou alguém.
Não ter controle sobre o certo e o errado, não saber o limite.
Cegar-se e anular-se sem se dar conta disso, achando-se importante num espaço em que vc não passa muitas vezes de algo resolvível com o simples tocar de uma tecla "Del".

5 comentários:

Zeze disse...

Oi

Então já podes fazer as visitas em atraso eheheh

Beijoka

Claudinha disse...

Maçãzinha! Um desabafo que tem cor de depoimento. A vida virtual deve ter lhe servido de algo, sem dúvida, mas agora parece ocupar um outro espaço em sua vida.. ok. Assim é a vida. Ciclos que se fecham. Talvez não perceba bem - tu mesmo não sabe determinar se foi vício ou escape, ainda assim te preencheu o tempo, a cabeça, as idéias. E agradeço por ter sido agraciada com tua presença via blog. Admiração e respeito pela mulher batalhadora, pela mãe prestimosa, pela guerreira.
Não some, amadinha. Te gosto muito. Mesmo esses períodos de ausência não incentivaram o dedo a te deletar dos meus amigos vituais... não um simples contato.
Bjão

Marciley disse...

Ah Jac
Acho que crescemos e damos mais valor à vida real agora...a virtual...só um complemento...rs
Beijos minha querida!Bom descanso de Carnaval...Má

Angela disse...

Em um determinado momento, eu não estava apenas escrevendo no blog, mas estava lendo tudo e procurando não sei o que? Mas Deus deu um giro de 360º e começei a namorar e isso me fez vê e pensar que eu tinha que parar com os meus vicios..

Blogs,e-mails,filmes e tudo que me aprisionava em um quarto, depois que fiquei desempregada...

Mas algumas coisas mudaram em minha vida e espero que mude mais ainda...

Bjim!!!!!!!!!

Desirèe Parisot disse...

Olá! é Manu.
Estou de volta à blogosfera!

Beijos.