terça-feira, março 22, 2011

Quem não nasce poeta, não faz verso!

... É verdade, pai!
Um dia como o de hoje é impossível não ter vontade de escrever aqui... ainda que eu não seja uma poetisa, estão vendo?
Ele já não está mais entre nós, mas marca presença pela pessoa espetacular que foi: MEU PAI.
Hoje, quando passo por momentos difíceis, recordo-me do jeito simples com que ele encarava a vida e de sua sabedoria peculiar.
Quando me decepciono com alguém, me reporto ao amor dele por mim e percebo que não vale a pena perdermos a nossa paz por quem não nos dá valor... há pessoas muito mais especiais em nossa vida do que as que nos desprezam.
Amor de pai,
Exemplo de pai,
Sabedoria de pai,
Alegria de pai,
Presença de pai,
Música do pai,
Apoio do pai,
Olhar de pai,
As mãos acolhedoras de um pai,
Eu era os seus olhos de jabuticaba,
Sua moreninha do pompom grená...rs
Quem teve tudo isso de um pai, não pode se deixar derrotar por qualquer tombinho na vida, não!
Por tudo isso e onde quer que você esteja, pai: FELIZ ANIVERSÁRIO! Eu amo vc!

4 comentários:

Bel Rech disse...

Quê linda mensagem e declaração de amor...Fiquei apaixonada...

Cris... disse...

Oi Minha Amiga...

Primeiro de tudo: que saudade de vc!

Admiro o amor que vc tem pelo seu pai... é lindo de verdade...

Beijos...

Thiago disse...

E que ainda com tudo o que houve tu possa comemorar e agradecer a cada ano por isso!

Uma guerreira, apaixonada pela vida... disse...

Irmã realmente fomos iluminadas por ter tido a graça de tê-lo entre nós. Cheio de sabedoria, alegria e companheirismo. Um verdadeiro pai herói! Nos dava o ombro quando a gente precisava, e se faz presente até hoje. Os dias de turbulência que passei com a Rapha eu imaginava ele falando comigo e isso me acalmava demais, me dava uma paz...Eu era muito ligada a ele, tanto que no dia que ele nos deixou inexplicavelmente eu cheguei no hospital 15 minutos após sua partida para o paraíso...Dá tristeza quando chega esta data, eu fazia questão de ser a primeira a dar o parabéns...Agora o faço em pensamento, porque o que é bom, a gente jamais esquece...