sexta-feira, agosto 31, 2007

L i b e r t a . . .

Talvez minha visão de liberdade tenha se renovado depois de ler a opinião de vocês.
Noto que o conceito de liberdade varia de pessoa pra pessoa.
E quem ousaria levantar a mão e considerar-se totalmente livre?
E ser 100% livre seria, de fato, o melhor caminho?

Inquestionavelmente, é possível sentir-se livre cada vez que realizamos algo que nos faz bem.

Sou livre em meus pensamentos.
Sou livre em meus sonhos.
Sou livre em meus desejos e nas pequenas escolhas do meu dia-a-dia.

Sou livre para optar entre amar e odiar.
Perdoar ou ressentir-se.
Lutar ou entregar-se... dentre tantas outras coisas.

Enfim, fez-me bem lê-los.
Refleti bastante e acho sim que minha visão sobre o assunto sofreu mudanças.
Interagir é isso: trocar, atentar-se, considerar, apreender.

Valeu, pessoas lindas!

10 comentários:

João Antônio disse...

Essa liberdade externa, realmente, não nos torna totalmente livres, porém, a liberdade interna de pensar, falar, querer ou não querer, sonhar [principalmente], escolher com quem falar é o primórdio da liberdade.

Eu falei indiretamenta, na postagem que fiz sobre martin Luther King.

Refletindo sobre o que você escreveu. Sinto-me livre quando vejo o pôr-do-sol. Porque neste exato momento que o sol se despede, muitas pessoas não tem o privilégio que tenho de contemplar tão obra maravilhosa criada por Deus. É neste momento que meus pensamentos voam, e voam muito longe, ou seja, a saudade passa a bater intensamente em meu coração de minha namorada na qual, estamos separados fisicamente por uma estrada de 1299km.

Escrevi muito hoje [risos] [risos]

Beijão e foi muito bom estar aqui e tenha um ótimo final de semana.
Desculpe qualquer erro de concordância ou gráfico. O sono foi culpado

Marciley disse...

Jac
Depois de uma semana sem blogar é que passo para agradecer o carinho...
Amanhã mesmo postarei os 7 fatos casuais de minha vida...obrigadinha, tá?
Beijos!!!

Edna Federico disse...

Isso sim, liberdade interna, essa não muda com o tempo...sorriso.
Adorei saber que fui eu que mais te visitei mês passado, hehehehehehe.
Beijos

Rosely Zenker disse...

"No man can emancipate himself, except by emancipating with him all the men around him. My liberty is the liberty of everyone, for I am not truly free, free not only in thought but in deed, except when my liberty and my rights find their confirmation, their sanction, in the liberty and the rights of all men, my equals".-BAKUNIN

linda esta frase, hein? achei-a por acaso hoje e até postei no meu blog.

Pensamentos Ocultos disse...

É sempre bom ouvir segundas opiniões(..) Realmente nós podemos ser livres em sonhos, nos nossos pensamentos, ter os nossos desejos ! E será que é realmente Bom ser Livre ? Acho que depende das ocasiões !

Um Beijo, Querida

Bom fim.de.semana.

Cadinho RoCo disse...

Intrigante é perceber, que por sua própria razão de ser, a llberdade não admite conceito. Uma vez conceituada definida, a liberdade estará limitada medida comensurada, o que tira dela sua essência. Já no que refere-se ao ser livre, a conversa é outra e ida além mero comentário.
Cadinho RoCo

Gabriela Souza Gomes disse...

Com liberdade demais, talvez eu nem soubesse como aproveitá-la.

=)

Nilza disse...

Oi..Jac!

N�o estava conseguindo comentar aqui. Fiquei feliz em conseguir, afinal gosto de preservar as boas amizades.

E tamb�m, quero participar do movimento entre os blogs: vale a pena ler de novo..rs Adorei a id�ia e T� NESSA!!
Beijos e bom final de semana.

Cleopatra disse...

Oi!!!!!!!

A liberdade é algo que jamais será roubada, quando a temos dentro de nós....Somos livres em nossos pensamentos, nossas atitudes, nossas expressões em tantas coisas...

Mas muitas vezes nos privamos de muita coisa e acabamos perdendo a nossa liberdade...

Bjim!!!!!

Zé Carlos disse...

Jac querida, saudades de você...
Sabe eu jamais tive certeza de que sou 100% livre, mas meus sonhos - ah! estes são.... nunca tenha dúvida disto......
Beijos do teu amigo, ZC